quarta-feira, 8 de junho de 2016

O desafio da ciência






É muito bom ter ciência porque transfigura sabedoria aquele que a possui. Mas ela não pode responder tudo mesmo estudando assuntos complexos e colabore para um plano específico.

Como é bom sabemos que algo funciona bem porque já passou por homens que a desvendaram e pôs a prova e creditou aquela como verdade.

Embasados que aquilo funciona iremos assim proceder em aceita-la visto foi comprovada pelos homens que assim puseram-na a prova.

O problema não está em fazê-la ser real, o problema estar em não admitir aquilo que não se pode experimentar.

Quando uma mãe está gravida e, portanto perto de dar sua luz ela não precisa muitas vezes de ciência para saber que o neném irá sair do seu útero. Da ciência ela só se utiliza se for uma pessoa que vive na cidade, ou no mínimo tenha capacidade financeira quando na vida rural pra ter seu bebê. 

Se ela fosse uma índia precisaria de ciência para que seu filho nascer-se? Claro que não uma vez que o parto é uma coisa natural e, portanto, resultante de uma coisa já pré-estabelecida pela natureza.

É bom que se diga que não estou aqui contra a ciência – jamais! Se na própria Bíblia ressalta que a ciência se multiplicará no livro de Daniel, não sou eu que vou pô-la a prova.

Entretanto, o que queremos refutar que nem tudo está sobre seu domínio porque a força e poder de algumas coisas não são provenientes de observações tangíveis.

O olho, por exemplo, abre quando chega à hora de abrir, a boca passa a comer sem que não se precise de experimentos etc. etc., etc.

Tudo há um trabalho místico porque é intrínseco o misterioso desenvolvimento das coisas no campo que podemos dizer transcendental para o campo físico.

Por isso que muitas vezes acho necessária a racionalização e porque não dizer a filosofia que tenta responder os elementos que nos cercam a cada dia.

Não temos como fugir e fingir que a cor veio e está no nosso meio e que nem muitas delas podemos saber seu surgimento.

Sei que podemos imitá-la através de outras substâncias quanto saber como algumas funcionam, mas não na sua totalidade.

Queremos descartar forças ocultas, não aquelas fantasiadas por alguns quanto fantasmas e suas denominações a fim de fazer o homem crer naquilo que é mera ilusão daqueles que transmite sem se darem conta que o mundo espiritual existe para enganá-los.

A ciência tem sua forma e seu valor dentro do aspecto da sua necessidade, muito mais quando para o favor da humanidade. Contudo, não queira ser mais do que se pode ser, pois não se podem compreender os mistérios de Deus na sua suma.

Deus deixou-nos coisas obscuras para que só pudéssemos saber quando precisássemos no tempo certo.

Um cego ao vê não sabe como sua cegueira saiu-lhe e houve-lhe a cura. Sabe que foi curado porque algo de bom aconteceu quando acreditou Naquele que pode tudo.

Um morto ao sair da tumba renasceu, mas jamais saberá mesmo sendo um cientista como pode isso ter acontecido ou qual sua formula para que possamos trazer outros.

Isso fez Jesus Cristo, curou um cego de nascença e ressuscitou um amigo.

Podemos até crer que tudo precise de experimento para que possamos admiti-los, mas nem tudo é servido de bandeja para comer como verdade. Uma coisa é o limite do conhecimento, outra, é transpor esses limites.

Não tem como parecer, um direito adquirido e já existente que nos chegou sem que não já aceitássemos ser real.

Sabemos que as borboletas saem dos casulos sem ciência. Sabemos que os girinos viram rãs ou sapos sem ciência. Sabemos das sementes transformarem-se em lindas arvores sem ou com frutos sem ciências – porque todas já existem sem comprovações científicas, e, então, aceitamos sem titubear.

Tenha paciência, pois ela não pode provar tudo e muito menos comprava-las uma vez que seu processo já é visível, já tangível e pode ser experimental, mas já existente.

Ciência boa, legítima e quanto honesta, tu merece respeito quando e quanto se pode ter, enquanto sobre a lógica sentimo-la seu habitat, mas sem ela, não aceitamo-la quando fantasiosa num mundo, aí não.

Não me venhas apresentar um homem que nasceu do ventre de uma mãe proveniente antigo de um ancestral sem raciocínio, sem embasamento de desenvolvimento, pois não podemos aceitar, o que podemos fazer é descarta-la sem ciência.

Sois científicos, é muito bom e até aplaudimos, conquanto pareçam real seus feitos, nem todos.

Conhece-se melhor do assunto, é muito fenomenal que saibamos se tem ciência mesmo ou o simples fato de suposta investigações.

Como é bom conhecermos a verdade e dela para que possamos admiti-la e assim ensinar aos nossos ouvintes e quem sabe aos nossos alunos do experimental que transmite o virtuoso do que estivemos pesquisando.

Só não podemos querer paralisar os cérebros os raciocínios daqueles que pensam, daqueles que vão à busca da verdade verdadeira e não somente do impossível achar ser real.

Entendemos dos seus prognósticos quanto aos vários objetivos e quanto suas descobertas em todos os níveis e campos. Queremos muitas vezes ser iguais a vós outros homens dotados de ciência e de sabedoria, mas não a deixe ser uma que ignora os pensadores, aqueles que não experimente no campo científico, porém, nas faculdades das mentes saber que isso é ou não verdade.

Quando estamos com fome vamos à busca de alimento, a ciência comprova, mas uma pessoa necessitando de comida, precisa dela? Claro que não! Ela está precisando do necessário para sua sobrevivência então sua ciência não pode dar-lhe nada além de comprovar sua inópia.

Estamos todos os dias precisando desses homens que estudam e que sabem, pois sem eles o que seriamos de nós? Precisamos das suas vacinas descobertas, dos computadores, das máquinas de lavar roupas, do entretenimento quando feito de maneira adequada etc., etc., etc.

Homens dotados dos mais altos valores porque não admiti-los uma vez que estudaram se esforçaram e estão onde estão não por acaso, mas porque se deram o trabalho nas lindas investigações, e com isso, nos trouxe todos os resultados para enchermos do melhor e do conforto que almejamos ter.

Sim homens de grandes valores, do experimentar e das descobertas, o que seriamos sem esses homens? Talvez sofreríamos no frio quando estivéssemos nas geleiras dos polos porque não teríamos os ares-condicionados ou quem sabe no calor sem os refrescos que eles nos trazem.

Homens que alcançaram voos distantes, com os supersônicos pelos ares, os naus pelos lindos mares atravessando as costas terrestres etc. Deles todos nós precisamos porque foram eles que se adentram os estudos e pesquisas para transformar o mundo que nos norteia.

O que poderíamos dizer seria muita coisa desses homens, dos experimentos e das labutas muitas vezes sem dormirem direito a fim de ir à busca das curas.

São muitos deles por aí, até mesmo aqueles desconhecidos sem quase nem um valor e às vezes aparecem outras vezes, não.

São tantos, que nem sabemos quantos são mesmo, mas não queira ser maior do que Aquele que sabe tudo e de tudo transforma e acontece conforme sua vontade, esse homem mais que toda a ciência é, JESUS CRISTO. Até mais!



                                                               
Um blog abaixo da média, mas desafiando a lógica.
http://igrejaremanescente-igrejaremanescente.blogspot.com.br/* Serão permitida reprodução total quanto parcial, onde poder ser incluídos textos, imagens e desenhos, para qualquer meio, para sistema gráficos, fotográficos, etc., sendo que, sua cópia não seja modificada nem tão pouca alterada sua forma de interpretação, dando fonte e autor do mesmo. P.Galhardo.