sexta-feira, 5 de setembro de 2014

A Profecia Com Um Objetivo




Quase toda à profecia, geralmente contém um texto exibido bíblico, em termos de propósito de Deus, porque irá apresentar o que tem para os homens.


Deus exibe algo interessante que é trazer o conhecimento que haverá um reino eterno.


Nesse contexto, uma realidade não pode ser descartada que envolve a salvação humana.


Isso permite ele saber o que compõe o vasto confim do Universo na seguinte forma humana; que se distingue sua casa.
Por que como será essa moradia? De que forma ele nos apresenta esse novo céu, e a quem pertence?


Como podemos perceber, existe um processo para se conhecer o fim? Como podemos entendê-lo bem para não cairmos em pensar que conhecemos, e no final, nos vermos completamente perdidos?


Assim para que não haja esquisitices, frustações e fantasias, é que viemos trazer às pessoas, o maior conhecimento adquirido através de anos de pesquisas e dedicação, ao estudo do que apresentaram os profetas e suas profecias.


E que por fim, se não quiserem aceitar ou até mesmo rejeitá-las, entrará em tamanha confusão ao que se refere o verdadeiro propósito de Deus e sua administração ante o homem.


As fronteiras do conhecimento do que Deus tem para nos revelar, passa por todo campo humano e atravessa nossa compreensão plena; mas Ele deixa-nos compreender o que mais nos interessa quanto o plano grandioso que pelo sofrimento do seu Filho chegou até nós.


Portanto, entraremos, qual é o objetivo disso nesta vida, e qual a futura? Se não descobrirmos com clareza essa verdade, não alcançaremos outra verdade, é uma sobre outra. a fim de alcançar uma verdade maior.


Não é verdade que o mundo ficará somente na maldade, uma vez que o mau em si, será destruído. Por isso, que devemos entender que mesmo sendo complexo, o fim acontecerá através do fogo queimando.


Poderíamos apresentar vários textos que declaram tal declaração, contudo, ficaremos aqui somente numa pequena introdução, levando você a vitória quando entender por completo o significado do fim, e o recomeço de tudo.


Primeiro iremos considerar os salvos; depois uma igreja remanescente; logo em seguida, o grupo dos vencedores; e por fim, os perdidos.


Depois que os salvos forem ao céu, pois foram entendidos como perfeito; porque o caminho deles entrou de acordo com os princípios da Palavra de Deus, haverá uma mistura de não compreensão entre um homem e outro, visto nem entenderam agora, como iria entender no final da vida? 


Ademais, aqueles que não procuram compreender os trechos proféticos como um resultado específico, como compreenderá após os acontecimentos? Eles somente saberão que estarão sendo destruídos por falta de obediência à Palavra de Deus, entretanto, quanto não se soube, agora no fim não saberão.
Existe um princípio que todos devem seguir por linha a linha: 


1) Para onde vamos e por que estamos indo; e qual a nossa finalidade?
2) É na profecia que encontramos segurança, que sem ela, não tem como sabermos suas evidências que segue o rumo no tempo.


3) A ênfase que encontramos no campo da importância de não cometermos erros que possa nos tirar do céu.
O que é pior de tudo, que muitos usam suas interpretações dos textos, e não usando os contextos, desviarão:


A) Do verdadeiro conhecimento de Deus, e, por conseguinte das coisas que envolvem, e o alvo das causas.
B) Não identificam os padrões, que os levariam no caminho, que os direcionariam até o fim dos tempos.
C) E por fim, a finalidade clara e contundente do que a história pretende nos mostrar.


Neste final do fim da história deste mundo, e conquanto todas as suas mudanças deixasse de existir, visto a profecia apresenta esses acontecimentos em breve, como vemos aqui:


“Foi-lhe dado o domínio e glória, e o reino para que os povos, nações e homens de todas as línguas o servissem o seu domínio é domínio eterno, que não passará e o seu reino jamais será destruído.” (Daniel 7.14).
“Mas, nos dias destes reis ou reinos [governos], o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará e outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre.” (Daniel 2.44).


Então chegamos à conclusão que, dentro da profecia, os reinos debaixo do céu, serão destruídos, mas o reino celestial é para todo o sempre, e ninguém poderá destruí-lo. 
Compreenda a profecia, estude-a, e seja salvo! [G].
Continua...

http://igrejaremanescente-igrejaremanescente.blogspot.com.br/ * Serão permitida reprodução total quanto parcial, onde poder ser incluídos textos, imagens e desenhos, para qualquer meio, para sistema gráficos, fotográficos, etc., sendo que, sua cópia não seja modificada nem tão pouca alterada sua forma de interpretação, dando fonte e autor do mesmo. P.Galhardo.