segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Papa Bento XVI Renuncia e Paulo é o Principal Fundador da Igreja Cristã




O Papa Bento XVI decidiu renunciar seu ministério Papal devido ele, está farto de idade. Com 85 anos de idade, começou seu reinado no Vaticano no ano de 2005. Não se sabe ao certo se é uma estratégia da Igreja Católica, pois, eles tem uma suposta profecia de São Malaquias que afirma: VEJA ONLINE

Sobre sua própria morte 
Segundo São Bernardo, São Malaquias anunciou o dia exato de sua morte (dois de novembro) estando com ele na abadia de Clairvaux. 

Sobre a Irlanda 
Anunciou que a Irlanda, sua pátria, será oprimida e perseguida pela Inglaterra, trazendo desgraças por sete séculos, que preservaria a fidelidade a Deus e a sua Igreja em meio a todos os problemas. No fim desse período a Irlanda seria libertada e seus opressores castigados e será instrumento fundamental para trazer a fé de volta a Inglaterra. Essa profecia foi copiada por Dom Mabillon de um antigo manuscrito de Clairvaux e transmitida pelo sucessor de Oliver Plunkett.  

Sobre os Papas 
A mais famosa das profecias atribuídas a São Malaquias é sobre os Papas. Ela é composta de "lemas" para cada um dos 112 papas, desde Celestino II, eleito em 1130, até o fim do mundo. 

Esses "lemas" descritivos dos papas podem se referir a um símbolo de seu país de origem, a seu nome, seu escudo e armas, a seu talento ou a qualquer outra coisa referente ao Papa. Por exemplo, o lema de Urbano VIII é "Lilium et Rosa"; A era de Florença, Itália, cujo escudo tem uma flor-de-lis. 

Foi muito discutido se São Malaquias é o verdadeiro autor das profecias. Alguns historiadores acreditam que o manuscrito original foi escrito até o século XVI. Se São Malaquias é o autor das profecias, essas ficaram desaparecidas por mais de 400 anos. 

No século XVII, o Padre Menestrier, jesuíta, presenciou um a hipótese de profecia ser um plágio para influenciar as eleições de Gregório XIV no conclave de 1590. O lema que corresponde a este papa na profecia é "antiquitate urbis", que faz uma alusão a sua cidade natal e sede episcopal, Orvieto (Latin: Urbs vetus). 

Não existem provas para os acusadores de fraude. Porém, um dos mais respeitados historiadores do século XVI, Onófrio Panvinio, corregedor e revisor da Biblioteca do Vaticano em 1556, parece aceitarem completamente a autenticidade da profecia de Malaquias. Fonte:http://www.apocalipse2000.com.br

Essa suposta história de Papa ou pai da Igreja Católica inicia-se com uma declaração de Jesus Cristo a Pedro onde Ele diz:
E eu digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la”. Mateus 16:18. Não sei se você percebeu, mas Jesus Cristo ou mostra uma pedra para Pedro e conclui sobre um fundamento de uma Igreja na rocha ou pedra, edificaria Sua igreja, ou queria alegar ser Ele mesmo essa pedra. Perceba que, no mesmo contexto de Mateus 16, Jesus Cristo repreendeu-o quanto o que havia de sofrer e morrer; e chama sua atenção assustadoramente: “Jesus virou-se e disse a Pedro: “Para trás de mim, Satanás”! Você é uma pedra de tropeço para mim, e não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens". Mateus 16:23.
Ora, se Pedro fosse o principal, não receberia tamanha condenação! Vemos claramente Pedro endemoniado. Satanás nesse momento tomou conta do espírito de Pedro. A pergunta é: Se Jesus estivesse afirmando ser Pedro o principal Pai da Igreja Primitiva, por que rejeitou tanto ele que chegou a dizer, “Para trás de Mim, Satanás”!? Isso é mais que claro, Pedro não era e nunca foi à pedra principal; pois dentro do contexto, Jesus o apresenta como um ser que não queria que houvesse salvação através da morte do mesmo.
Paulo ou Pedro?
Sabemos que quem fundou quase todas às igrejas na Ásia Menor foi Paulo e não Pedro. Pedro escreveu duas cartas I Pedro e II Pedro; porém, Paulo escreveu para as igrejas 14 cartas, das quais estão até hoje nas Escrituras Sagradas.  Jesus disse a Ananias que Paulo seria um instrumento: “ "Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel. 
Atos dos Apóstolos 9:15.
Perceba que, Pedro era também um dos Apóstolos, mas Jesus não o escolhera para levar a mensagem de salvação aos gentios. E o cristianismo teve seu desenvolvimento maior nas mãos dos gentios. Embora a pregação fosse muitas vezes pregada nas sinagogas, “Pois, desde os tempos antigos, Moisés é pregado em todas as cidades, sendo lidos nas sinagogas todos os sábados". 
Atos dos Apóstolos 15:21.
Conclusão: Deus escolhe através de Paulo e não de Pedro o começo da Sua Igreja Cristã, que nas mãos de João o amanuense vem uma advertência como deveria ser a Igreja dAquele que um dia disse: “Sobre essa pedra [Eu mesmo] fundarei à Minha Igreja”. (Mateus 16.18). Sobre uma pedra fundamental! Uma rocha firme! Amém!