segunda-feira, 15 de julho de 2013

Ameaças ao assassinato de Zimmerman continuam a inundar Twitter



Facebook se recusou a remover uma página intitulada 'Kill Zimmerman' - argumentando que não representam uma "ameaça crível de violência", como ameaças ao assassinato George Zimmerman após sua absolvição continuam a inundar o Twitter.

De acordo com o Facebook, a página 'Kills Zimmerman "não viola o nosso padrão comunidade sobre ameaça crível de violência".
Depois de atenção da mídia, o Facebook apareceu para retirar a página, mas um  clone idêntico apareceu logo depois e ainda está online.
No início deste mês, o  Facebook também se recusou a remover  a página do Facebook, intitulado "Motim Para Trayvon" pelas mesmas razões antes de ser forçado a fazê-lo depois que a história se tornou viral.
Enquanto isso, inúmeros tweets de pessoas que ameaçavam matar George Zimmerman, bem como outros que defendem seu assassinato continuam a inundar o Twitter em números sem precedentes.
A ironia de ameaçar a realização de assassinato como um protesto contra o fato de que alguém não foi condenado por homicídio não era obviamente um fator quando essas ameaças foram feitas.
Nota: É engraçado como vemos certas coisas, e o facebook acha normal. Porém, se tratando de assuntos que são relevantes, dentre eles, religiosos, quando grupos se reúnem ai eles tomam providencia contra aqueles que supostamente revelam fatos que muitas vezes são essências para que, a população fiquem sabendo o ocorrido. E isso, sem contar que não investigam a fundo os propósitos que envolve aqueles que publicam os posts relevantes a fim de alertar outros sobre os momentos que seguem na história do mundo.