quinta-feira, 4 de julho de 2013

O Golpe Final da Besta


                             
     Os Estados Unidos prepara-se para dá o último ataque, porque pretende impor ao mundo sua soberania. Satanás sabe que pouco tempo lhe resta, e quanto mais próximo do fim, mais ataque fará ao mundo.

   À Bíblia nos diz: “... tem pouco tempo” (Apocalipse 12.12). Há lei de Deus é sua maior guerra. Inspirou o governo mundial religioso uma falsificação dos dez mandamentos de Deus. Primeiro atacou os céus, morada de Deus; agora ataca a terra.

    Seu desespero pela negação do pecado toma-lhe a sua alma. Tanto sabe que está errado e que não existe lhe chance, que por meio adicional procura impor sua perversão e maldade em aniquilar de vez o remanescente de Deus.

    Quanto maior é o pecado, mais demasiado o que será acarretado de destruição no mundo. Seu avanço não pode ser dado através dele próprio. Precisa usar meio a fim de permanecer como rei deste mundo. E por consequência atrai às nações para uma batalha final. “Em verdade vos digo que eles já receberam a sua recompensa” (Mateus 6.2).

     A esfera de Satanás em relação ao mundo é grande e poderosa. Na verdade a ira do inimigo é contra Jesus Cristo. Sabendo que Jesus veio para salvar a humanidade da perdição eterna. “Quem comete pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou para desfazer as obras do diabo.” (1 João 3.8).

    No passado usou o rei Herodes como um instrumento maligno e cruel, para matar Jesus Cristo quando na infância. Porém, seu plano fracassou, porque Deus sempre estava guardando Seu Filho. No sonho a José um anjo aparece e diz: “Levanta-te e toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e demora-te lá até que eu te diga; porque Herodes há de procurar o menino para matá-lo”. (Mateus 2.13).
    Satanás não conseguiu aniquilar os propósitos de Deus quanto à salvação do homem, sabemos que Jesus venceu lhe e agora temos acesso a Deus. Embora não tendo desistido fácil da sua luta; continua através de outros meios.

   Ninguém a de negar que os Estados Unidos é a maior potência mundial hoje na atualidade. A realidade passa ser vista aos olhos. Muitos não se apercebem ou não querem perceber, porque o mundo está hoje, mais gerando na área tecnológica; levando a humanidade acreditar mais no otimismo do que numa realidade do fim dos tempos.

   Tudo isso tem os seus efeitos na mecanização e da tendência total à superespecialização na vida moderna. Tudo encarado, em favor do campo intelectual que predomina o processo imposto pela ciência.

  Há um falso argumento nos analises do totalismo, justamente porque nos querem apresentar que o mundo pode melhorar e está em progresso absoluto. E muito mais, na esfera tecnológica, social e politica. Levando às pessoas a acreditar que jamais haverá um fim de tudo. Coisa que não é verdade!
   Aos poucos vemos à igreja romana se posicionar quanto sua autoridade as outras igrejas filhas. Como modificou a lei dos Dez Mandamentos de Deus, achar-se no direito de impor suas decisões no campo mundial.

   Fica sutilmente seduzindo as maiores nações; sabendo que, os Estados Unidos é a poderosa superpotência mundial. Os Estados Unidos por sua vez, fica achando-se “o fenomenal”, “o tal”, “o magnifico”, “o poderoso” etc.

   Tem uma mensagem para ti, oh poder e nação: Assim diz o Senhor: “Há cólera de Deus cairá sobre ti, e não escaparás das suas pragas.” (Apocalipse 16). A santa lei de Deus proclamarão desde os céus até a terra; porque Deus é o Juiz (Salmo 50.6).

Conclusão
A iminência volta de Jesus é certa, e o fogo no exato momento da história aparecerá para purificar a terra dos pecados, e acabar com ás forças dos mesmos. Será impossível descrever os terrores e os horrores que irá acarretar no desespero das pessoas que pisaram na promulgação dos seus ensinos. “Então tornareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não serve.” (Malaquias 3.18). Não deixe amigo, sua decisão para depois, pois, o depois por não haver. Amém! [G].