sexta-feira, 15 de agosto de 2014

A Mentira dos “Profetas”


Profeta é alguém que anuncia a palavra de Deus, ou seja, sua mensagem.
Muitos dos profetas do Antigo Testamento tinham vindo de várias regiões, e estirpes remotas. Miqueias e Amós eram agricultores, Moisés de família real (faraônica, no sentido de criação).

Deus passava-lhe a mensagem e eles anunciavam ao povo, mas, além disso, alguns tinham seu próprio amanuense, ou eles mesmos que escreviam o que diziam.

Não maioria das vezes seu anuncio era com referência a assuntos relevantes na sociedade que se encontravam.

Repreensão aos perversos

Muitas vezes, e quase sempre, os profetas chamava a atenção do povo que estava andando no caminho do erro, e dizia que Deus acabaria com essa maldade que estava inserido no meio deles.

O profeta Jeremias foi um que advertiu o povo que por causa dos seus pecados haveriam de cair nas mãos do rei Nabucodonosor, em 586 a. C., onde destruiu toda a cidade de Jerusalém, embora ficando ainda alguns remanescentes.

Ele dizia: “Assim diz o Senhor: - Não case, nem tenha filhos neste lugar. Eu vou lhe dizer o que acontecerá com os filhos e as filhas que nasceram aqui, e também com as mães que os tiverem e com os pais que os gerarem. Eles morrerão de doenças horríveis. Ninguém chorará a morte deles, e não serão sepultados. Ficarão espalhados pelo chão como esterco. Serão mortos na guerra ou então morrerão de fome, e os seus corpos serão comidos pelas aves e pelos animais selvagens.

- Não entre numa casa onde tenha gente chorando. Não fique triste, nem chore por causa de ninguém. Pois eu não abençoarei mais esse povo com a minha paz; não os amarei mais, nem terei pena deles. Sou eu; o Senhor, quem está falando. Tanto os ricos como os pobres morrerão nesta terra, mas ninguém vai sepultá-los, nem chorar por eles. Ninguém se cortará, nem rapará a cabeça em sinal de tristeza. Ninguém comerá, nem mesmo por uma pessoa que tenha perdido os seu pai ou a sua mãe.

- Também não entre numa casa em que haja festa. Não se sente, e não coma, nem beba com eles. Escute aquilo que eu, o Senhor Todo Poderoso, o Deus de Israel, estou dizendo. Vou acabar com os gritos de alegria e de felicidade e com o barulho alegre das festas de casamento. E vocês verão tudo isso acontecer neste lugar.

- Quando você anunciar essas coisas, eles vão perguntar por que foi que resolvi castiga-los tanto assim. Eles vão perguntar: “De que crime somos culpados e que pecado cometemos contra o Senhor, nosso Deus?” Então você dirá que a resposta do Senhor é esta: “Os seus antepassados me abandonaram, e foram atrás de outros deuses [dinheiro], e os serviram, e adoraram. Eles me deixaram e não obedeceram aos meus ensinamentos. Mas vocês são teimosos e maus e não querem me obedecer. Por isso, eu os expulsarei desta terra e os jogarei numa terra que nem vocês nem os seus antepassados conheceram. Ali vocês adorarão outros deuses dia e noite, pois eu não serei bondoso para vocês.” (Jeremias 16.1-13).

Pois bem, o povo vivia adorando outros deuses que não agradava o Senhor, deuses de madeira, barro e pedra; mas hoje essa adoração é diferente, e envolve uma grande quantia de dinheiro e regalias que tiram daqueles que muitas vezes necessitam.

Quando o povo de Israel tornou-se cativo era porque não deram a devida atenção no que o profeta estava dizendo. Veja que Jeremias foi por muitas vezes rejeitado, e pediu a Deus que o vingasse daqueles que os estava perseguindo e humilhando-o (11.20; 15.15; 17.18).

Mesmo que num futuro Deus havia de trazer eles de volta, cumprindo sua promessa, assim mesmo não deixaram de sofrer as consequências de seus atos.
Às vezes o problema está em não acreditar que seja verdade essa advertência e quando se trata de deixar o dinheiro e bens de lado, ai a coisa fica mais feia ainda.

O próprio Amós repreendeu aqueles ricos do povo de Israel que não estava considerando sua retidão, e que estava detestando ele porque estava defendendo a justiça.

E mais, porque estavam explorando os pobres e cobrando impostos injustos e absurdos das colheitas daqueles coitados. Por isso, que mesmo eles vivendo nas casas luxuosas e confortáveis não iriam usufruírem das vinhas que tinham, pois suas maldades pecaminosas não agradavam ao Senhor.

Tanto quantos outros, advertiram o povo do Reino do Norte, Israel, a obedecer a Deus. Poucos deram ouvidos.

Deus Advertiu para que ouvissem as palavras dos seus profetas ao Reino do Sul, Judá, deveria obedecer a Deus.  Do contrário seria invadida pela Assíria e os venceria em batalha.

Jonas foi enviado a alertar o povo de Nínive e eles deram ouvidos e foram salvos, mas depois rejeitaram, e pecaram, porém Naum ficou feliz porque os babilônicos arrasaram os assírios, por volta de 612 a.C.

Tantos profetas, tantos homens de Deus que anunciaram destruição, a fim de trazê-los a realidade do que estava acontecendo, Jeremias, Habacuque e Sofonias alertaram contra a Babilônia, mas eles não deram ouvidos e foram presos.

Jerusalém e Judá caíram e Jeremias e Obadias choraram pela sua queda.

Deus tinha um proposito de guia-los no caminho do BEM, contudo rejeitaram-No e sofreram as consequências.

O mito dos "profetas"

Alguns pensam porque estão pregando e trazendo o povo para sua fé, estará seguro quanto sua própria salvação. Isso é um engano! Ninguém pode dizer com toda certeza que está seguro.

Alguns e não poucos acreditam realmente que estão fazendo o que Deus mandou que fizessem, nem sabe mesmo se foi Deus que o escolheu para isso, entretanto continua agindo do seu jeito.

Embora possamos admitir que muitas das pessoas ganhadas pelos seus esforços, isso não quer dizer que garanta sua entrada no céu. Uma coisa é ensinar, e outra coisa é aprender o que se está ensinando.

Eu posso saber tudo da Bíblia Sagrada e está cometendo pecados. Por exemplo: - Sei que não se pode adulterar, contudo a minha irmã é bonita demais pra mim, e caio em pecado com ela.

Muitos dos pastores consideram-se profetas, e os números deste não é pouco não, entretanto, quando foi que Deus ti disse algo, ou seja, falou mesmo contigo?

Eu acredito que o profeta verdadeiro não só segue uma regra de conduta, mas Deus precisa se comunicar com ele.

Veja bem, às vezes você ora e quer saber de algo, e quando Deus ti responde no sentido de as coisas estão sendo resolvida, isso não quer dizer que você seja um profeta. Não, ele te ama e te quer bem, pois você é um servo Dele.

Ademais, sendo uma pessoa piedosa, por que Ele não ti ouviria? Porém, não é porque as coisas estão andando bem, que Deus está respondendo a você. O mundo oferece muitos meios para fazer uma pessoa se sentir bem, mas isso não quer dizer que seja de Deus.

Desde tempos antigos que as pessoas consideram-se escolhido de Deus (profetas), mas o profeta é chamado pelo próprio Deus, e lhe diz: “Eu escolhi você, como meu...”.

Na maioria das vezes ele nem sabe que Deus o escolherá, e isso é relatado biblicamente, como exemplo o caso de Amós quando alega ser boiadeiro (pastor de ovelhas). – Amós 1.1.

Ainda existem aqueles pastores que se expressam assim: “eu determino...”, outro, “eu profetizo...”. Ora, é uma profecia muito simplista, entretanto, tem muitos que acreditam nessa profecia barata, fadada em mentira.

Quando Deus quer falar ele mesmo diz ao profeta, “é isso que irá acontecer.”

Quando vai acontecer algo grave com alguém, pode ser que o profeta saiba, mas não quer dizer, uma porque fica esperando se é ou não verdade que lhe foi apresentado; porque às vezes não é a voz de Deus que ele ouve, mas ouve na mente através do Espírito Santo; outra é porque às vezes não sabe a quem irá ocorrer tal desastre. Só sabe que acontecerá.

Agora ele determinar o que irá ocorrer no futuro não pertence a ele, mas unicamente a Deus.

Uma Aliança para os verdadeiros

Os verdadeiros profetas não procuram enganar o povo de Deus, ainda vive de forma cautelosa, e necessitando cada dia ser renovado pelo poder do Altíssimo.

Entendi que só é um instrumento nas mãos de Deus, embora sendo humano e tendo dificuldades a enfrentar, e serem mudadas contra sua própria natureza pecaminosa.

Procura viver conforme as Sagradas Escrituras, apresentam, pois confia que a Palavra de Deus é uma regra de conduta moral a fim de trazê-lo a perfeição.

Quando Paulo foi chamado para ser apostolo, ele exerceu o seu chamado de maneira eficaz, mas perceba que ele não se considerou, profeta, uma vez que citara que alguns eram apóstolos, profetas, mestres, evangelistas etc., portanto sabia sua função a qual foi designado.

E com isso, agradou o senhor. Não entrou no campo da mentira, e muito menos do engano.

Veja que mesmo os discípulos escolhidos por Deus, tais, Mateus, Marcos, Lucas e João escreveram suas cartas ou escritos, contudo mesmo exercendo um dom profético, não se se considerava tal, pois não o disse. Porém, os profetas relataram que eram.

Perceba que suas fontes, era vinda da própria voz de Deus, mesmo que usassem algumas vezes a sua própria voz, contudo sempre ou quase sempre relatava que, "assim diz o Senhor".

Muitos no a fim de conseguir crédito perante os irmãos ou aqueles que o ouve, tentam a todo custo se fazer profeta, mas quem os escolheu para isso? O que sabem do futuro, e como se apresentam diante do mesmo?

Sentir que foi chamado para exercer o ministério, não indica ser profeta, mas um representante líder do rebanho.

A história nos relata que homens sábios pastores vieram ver o menino Jesus na manjedoura e nem por isso eram profetas.

Entretanto, Zacarias era. O apóstolo Mateus relata no Novo Testamento que o casal José e Maria iria ser pais de Jesus Cristo, mas não diz que eles iriam serem profetas e muito menos que haveria de profetizar.

E veja que o anjo do Senhor veio a eles relatar que seriam pais, e que o bebê corria perigo ante a Herodes.

Conclusão

Seria bom que todos fossem profetas, e como seria, porque talvez todos nós temeríamos com afinco o que Deus nos apresentar-se.

Embora alguns não quisessem suportar esse fardo de profeta, tal como Jonas, Deus interveio e fez-lhe assim.
Ademais, Deus tinha uma mensagem e queria que acreditassem nele, e, portanto não podia deixar que não atender-se seu chamado.

A voz que clama é a voz que fala de Deus.

Hoje Deus chama muitos para o arrependimento, muitos mais, seus pastores, pois se fizeram enganados por suas próprias astúcias.

Assim fica claro que, Deus escolhe homens para um fim proveitoso e importante, cada um no seu papel, mas não fazendo o papel errado.

Muitos almejam por milagres e prodígios para ter certeza que estão na igreja certa, mas quem disse que o profeta precisa fazê-los?

Deus lhe incumbiu-o para alertar, chamar a atenção, e fundar igrejas (pessoas), para a salvação deles. 

“Se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam, o que o Espirito diz as igrejas [pessoas]”. [G].

http://igrejaremanescente-igrejaremanescente.blogspot.com.br/ * Serão permitida reprodução total quanto parcial, onde poder ser incluídos textos, imagens e desenhos, para qualquer meio, para sistema gráficos, fotográficos, etc., sendo que, sua cópia não seja modificada nem tão pouca alterada sua forma de interpretação, dando fonte e autor do mesmo. P.Galhardo.