quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Bullying Não Tem Graça



Bullying (anglicismo, bullying, pronuncia-se AFI[ˈbʊljɪŋ]) é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (do inglês bully, tiranete ou valentão) ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.

bullying é um problema mundial, onde a agressão física ou moral repetitiva, deixam marcas para o resto da vida.

O agressor inferioriza e se impõe sobre o outro, na tentativa de supera-lo em termos físicos e psicológicos, e de satisfazer seu ego. Quase sempre, não tem o suporte de uma boa educação, com conselhos e amparos apropriados . E é isso que mais o encoraja a fazer, o que faz. Já a vítima, é alguém desamparado, na maioria das vezes, sem refúgio, com medo de tudo que sofre ou das possíveis consequências de seus extintivos atos, e é por isso, que não age, se reprimindo a si mesma, e só.

Conforme enfatiza BRANDÃO (1986) ”através do outro, vejo quem sou”, “crio o outro para me tornar superior sobre ele”, vemos que na construção verbal de um adjacente outro, se faz uso, fundamental, do reconhecimento e favorecimento de si próprio, tornando o outro, inferior.

Em 20% dos casos o praticante do bullyng também pode ser vítima. Nas escolas, a maioria dos atos de bullying ocorre fora da visão dos adultos e grande parte das vítimas não reage ou fala sobre a agressão sofrida.
Fonte: Wikipédia
"Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele". (Provérbios 22:6)

http://igrejaremanescente-igrejaremanescente.blogspot.com.br/ * Serão permitida reprodução total quanto parcial, onde poder ser incluídos textos, imagens e desenhos, para qualquer meio, para sistema gráficos, fotográficos, etc., sendo que, sua cópia não seja modificada nem tão pouca alterada sua forma de interpretação, dando fonte e autor do mesmo. P.Galhardo.