terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Dinheiro Maldito! "Não Amemos com Palavras e Sim com Atos!"


“Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”. (I Timóteo 6.10).


          Eu estava no facebook quando me deparei com essa imagem do dinheiro. Vi comecei a pensar: realmente esse dinheiro é maldito! É verdade: "Dinheiro Maldito!" já acabou com vidas; há guerras; governos; políticos; disputa de audiências em emissoras de TVs; religiões atrás dos dízimos e ofertas...; pornografias; etc. Que maldição! Uns pedaços de papeis dominando as mentes que se dizem inteligentes.

       Jesus disse: “E digo ainda: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus". Mateus 19:24; uma verdade que chega aos nossos dias atuais. O jovem rico aproxima de Jesus e pretende alcançar a vida eterna; perceba que havia guardado todos os mandamentos de Deus. Disse que havia guardado desde pequeno tudo isso, e faz a pergunta: “Que me falta ainda?” (verso 20); o que falta ainda, em muitos é, o que Jesus disse, é atender aos necessitados, aos pobres, as viúvas e órfãos. A perfeição está no fazer o bem. (verso 21).
        
         Não é para fazer o bem para alcançar a vida eterna! Não, não é nada disso, que Jesus expressa. É a importância que este pedaço de papel faz nas vidas das pessoas, a tal ponto de dá mais relevância a adoração aos bens materiais do que as pessoas. Foi por isso que, Jesus conhecendo o jovem rico disse: Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me". (verso 21).

         O amor do rico estava na ligação no seu dinheiro ou bens era mais importante do que o ser humano. A sua riqueza era sua felicidade, sua alegria, seu orgulho e seu tudo. Não é isso que acontece hoje amigos? Se você tem, você é importante; você é influente, é o tal. Foi por essas coisas que Jesus alegou: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus". (verso 24). Quem poderá escapar da ira vindoura? Essa foi à preocupação dos discípulos. Tanto que Jesus havia dito: "Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis". (verso 26).

      Pedro preocupado chega a exclamar: "Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós?" (verso 27). Poderíamos fazer a mesma pergunta? Claro que não! Nossos corações estão presos, em imóveis, em carros, em posições, em direitos, em família, parentes etc. Nós temos como perguntar o que os discípulos diferentes do rico exclamaram ter guardado toda à lei, e por isso achava no direito de ser salvo? Pense nisto!

     Quereis a conclusão? Pois Jesus a dá, veja: “E todos os que tiverem deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por minha causa, receberão cem vezes mais e herdarão a vida eterna.” (verso 29). 
Em resposta o que disse Jesus, seria melhor permanecermos quietinhos e acharmos que o que Ele fez por nós é suficiente? Muitos pensam assim! Temos nós pensado assim também? Acredito que sim! Até mais! (G).