segunda-feira, 31 de março de 2014

Os Insetos, Cochonilhas "Fungos" Que Não Se Transformam


As imagens, junto à sua descrição, confirmam que as frutíferas foram atacadas por cochonilha-pulvinaria. As "ninfas" (velado) se fixam ao longo da nervadura central das folhas, causando enrolamento. Normalmente essa moléstia prejudica apenas as folhas.

Diferentes formas de cochonilhas, uma das pragas mais prejudiciais às plantas ornamentai [não vemos esses ditos, insetos evoluindo-se para outra espécie, e muito menos algum tipo de evolução] www.jardimdasideias.com.br

                                                           fotos ilustrativas online
Primeiro surgem pequenas bolinhas brancas que se mantêm praticamente estáticas nos caules mais próximos às folhas. Depois, as folhas começam a apresentar manchas e murchar. Logo em seguida, a planta perde vigor a ponto de, em casos extremos, morrer. Esse é um roteiro resumido de um típico ataque de cochonilhas, uma das pragas mais prejudiciais às plantas ornamentais. Embora minúsculos, medindo não mais do que 35 mm, esses insetos sugadores de seiva podem fazer grandes estragos, não apenas pelos nutrientes que rouba, mas também por secretar uma espécie de cera que facilita o ataque de fungos, diminui a capacidade fotossintética da planta e, de quebra, atrai formigas doceiras.
                                                Foto cochonilha online
[É observado que sua função primordial não é desenvolver-se em transformismo, mas sua vida favorável é somente para destruir e causar estragos nas folhas].
Parentes próximos das cigarras e dos pulgões, as cochonilhas apresentam formas muito variadas, o que dificulta a sua identificação. A coloração pode ser branca, marrom, avermelhada, verde ou enegrecida. Algumas espécies possuem corpo mole e se depositam sobre as plantas como se fosse algodão, enquanto outras têm uma carapaça dura. Sempre em conjunto, os insetos normalmente se instalam nas axilas das folhas (ponto onde a folha encontra o caule), sob as folhas, nos ramos e troncos das árvores e até mesmo em frutos e raízes. mulher.uol.com.br
No Brasil, a cochonilha é também uma praga de jardim. A primeira evidência de que a planta está infestada é o aparecimento de bolinhas brancas que parecem ser de algodão nos caules, próximos às folhas. Elas sugam a planta, roubando sua seiva, alojando-se principalmente na parte inferior das folhas e dos brotos. As cochonilhas secretam uma substância pegajosa, que deixa as folhas com a aparência de que estão enceradas, e que facilita o ataque de fungos como o fungo fuliginoso. Costuma atrair também as formigas doceiras.

As cochonilhas são pequenos insetos, de apenas alguns poucos milímetros e que pertencem à Ordem Hemíptera (a mesma em que estão incluídos os percevejos, as cigarras, as cigarrinhas e os pulgões). Existem cerca de 2000 espécies de cochonilhas no mundo, sendo que pelo menos de 350 espécies ocorrem no Brasil.

São animais estritamente herbívoros, que retiram os nutrientes das plantas, alimentando-se dos fluidos vegetais que são ricos em açúcar. Para conseguir obter esses fluidos da planta, também chamados de seiva elaborada, as cochonilhas contam com um aparelho bucal do tipo perfurador-sugador. www.dedetizacao-consulte.com.br  
Veja o vídeo


Nota: Eu achei que fossem fungos, porém, são parecidos; mas pesquisando mais profundamente descobri que são um tipo de inseto que afeta principalmente as folhas das plantas, causando-lhes danos irreversíveis, caso não sejam tratadas com inseticidas naturais ou não. Entretanto, isso não tira e não desqualifica de jeito nenhum a relevância do assunto tratado [G].

http://igrejaremanescente-igrejaremanescente.blogspot.com.br/ * Serão permitida reprodução total quanto parcial, onde poder ser incluídos textos, imagens e desenhos, para qualquer meio, para sistema gráficos, fotográficos, etc., sendo que, sua cópia não seja modificada nem tão pouca alterada sua forma de interpretação, dando fonte e autor do mesmo. P.Galhardo.