terça-feira, 28 de julho de 2015

O homem sujeito a história



Muitas vezes o que nos parece óbvio, não temos o mínimo trabalho em pensar: Vc já pensou que a história é mostrada do ponto de vista de cada um? Mas, saiba que quando essa história se situa no contexto social, político e religioso, o ponto de vista é direcionado para o que é principal e mesmo assim ela ainda não diz todos os pormenores, isso seria uma coisa impossível de ser feita. Agora pense na história bíblica, Deus trás o que é para nós o mais importante, e mesmo que nos traga como disse nas Escrituras o defeito dos profetas, ele assim mesmo não relatou tudo.


Se quisermos estudar a história bíblica, então devemos ter em mente que o historiador estudou a história humana da vida, ou seja, o que apresentava naquele momento e mais significante segundo seu ponto de vista.


Mas, muitos não se apercebem disso, acha que ele tem que viver na nossa época, construir os mesmos valores que temos e por ai vai...


Como exemplo: Amigos, se o profeta vivia um conflito naquele momento, ele vai retratar aquilo que fazia-lhe angustiado. Percebeu?


Jonas não iria retratar todo império que o envolvia, mas a situação que vivia e seu conflito diante em enfrentar o povo de Nínive. Ai tem alguns que acham que somente porque ele fugiu era porque não queria obedecer a Deus. Não, amigos, a retratação dos fatos está além do conhecimento que Jonas tinha, pois estava uma história maior por trás.


Leia: Jonas 1-4 
 

Então, mesmo que ele quisera-se escrever tudo, não conseguiria, uma porque não conhecia tudo, e outra, porque ele estava sujeito à história.


Entretanto, Deus conhece a história desde começo, mas não intervém de forma significante, a menos que seja para salvar 120 mil pessoas como na história de Jonas.


Ele não quer que ninguém se perca, por isso, que fez Jonas ir em direção a Nínive.


O que mais nos deixa perplexo é que se vc quiser entender um pouco de história bíblica ou geral, precisa saber que por princípio terá que ter uma visão crítica, e qualquer historiador sabe disso.


Ele nos fornece a história, mas sabe que ela não está completa nos mínimos detalhes.


Ele intervém através dos seus trabalhos, com fatos que são constituídos na sociedade passada e presente, mas não sabe o que irá acontecer no futuro.


Dar-nos os resultados para compreendermos como um remédio a fim de curar uma doença, contudo não pode saber que doença irá nos submeter amanhã. [G].
 


 Um blog abaixo da média, mas além dos fatos.
 
http://igrejaremanescente-igrejaremanescente.blogspot.com.br/* Serão permitida reprodução total quanto parcial, onde poder ser incluídos textos, imagens e desenhos, para qualquer meio, para sistema gráficos, fotográficos, etc., sendo que, sua cópia não seja modificada nem tão pouca alterada sua forma de interpretação, dando fonte e autor do mesmo. P.Galhardo.